Archive Page 2

05
mar
10

Programação: Fique atento!

Local: SESC Centro, Blumenau
Data:
de 05/03 a 10/03


05 – SEXTA


06 -SÁBADO


07 -DOMINGO

19:00 Abertura – NA FURB
19:15
MESA REDONDA: ARTE X CIDADE
Charles Narloch
Roseli Hoffmann Schmitt
Ricardo Machado
Édio Raniere
Participação: Jamil Dias ( Cultura/SESC)
Moderador: Aline Assumpção

Novo Local: Bloco T, Campus I da FURB, as demais atividades continuam acontecendo no SESC.

8:30 – 14:30 – NO SESC
OFICINA:
CURADORIA: DESAFIOS PARA A CONTEMPORANEIDADE
Charles Narloch
9:00 – 12:00 – NO SESC
OFICINA: FOTO-INTERVENÇÃO NA PAISAGEM
Charles Steuck

—–

14:00 – 18:30 – NO SESC
OFICINA: INTERVENÇÃO URBANA- DESENHO E ESTENCIL
Daiana Schvartz


08 – SEGUNDA


09- TERÇA


10 – QUARTA

19:30– NA FURB
CONVERSAÇÕES: Clio no Cio: Corpo X Arte x Cidade
Celso Kraemer, Iáscara Oara de Jesus e Carla Fernanda da Silva e coletivo Clio no Cio
17:30 – NO SESC
CONVERSAÇÕES: Troca de idéias com
INTERLUX ARTE LIVRE, coletivo de artistas,

Coletivo Interlux, Curitiba.

—–

19:30– NO SESC
CONVERSAÇÕES: OFF- SPACE
Fabrício Schmidt
(apresentação ocupações europa) e coletivo
20:00 – NO SESC
ABERTURA DA EXPOSIÇÃO/
Encerramento do Evento
Artistas Convidados:
CARLOS LOBE (Blumenau- SC)
FABIANA WIELEWICKI (Florianópolis –SC)
LETÍCIA CARDOSO (Florianópolis- SC)
COLETIVO INTERLUX (Curitiba – PR)
COLETIVO OPIOPTICO (Blumenau- SC)
COLETIVO ARTIVISTAS ( Blumenau – SC)
Exposição até 31/03/2010
Anúncios
05
mar
10

Catalisa abre hoje com mesa-redonda sobre Arte e Cidade

Hoje temos um encontro marcado para começar, ao vivo e em cores, o Catalisa Jornada de Arte Contemporânea. Arte e cidade é o tema da nossa conversa, que gerará material e teor para as oficinas e atividades que acontecem nos próximos dias…. deixamos aqui algumas questões para os próximos dias catalisadores…

…de que forma estão instituídos os espaços de arte? precisa a arte de espaços oficiais? de que forma a arte interage ou não com espaços públicos? por que ‘a cidade’ está tão presente na produção contemporânea artística e intelectual? seria a cidade mais que um conceito, um espaço próximo e tangível? é a cidade o reflexo de quem nela vive ou seria o contrário? qual o limite entre arte e vida? seria  a rotina da cidade uma obra de arte? e as ações de quem nela vive? o que define o que se pode chamar de arte? de que forma a sociedade e o poder se relacionam com os espaços públicos e manifestações públicas de arte? por que a arte fora dos circuitos oficiais é criminalizada?…. quem tem medo da arte contemporânea?


Os convidados da mesa-redonda também deixaram no blog, alguns ‘disparadores’ para nossa conversa:

Édio Raniere recomenda vídeo Das Rad

Ricardo Machado e a constituição do espaços urbanos

Roseli H. Schmitt: Casa Falatório um espaço público válido


MESA-REDONDA ARTE E CIDADE

SEXTA-FEIRA, 05 DE MARÇO

FURB – AUD. BLOCO T – CAMPUS I

(ver programação do evento)

Convidados:

Charles Narloch,  crítico de arte, curador, artista plástico.

Roseli Hoffmann Schmitt, crítica de arte, mestre em educação.

Édio Raniere, pesquisador, produtor cultural, mestre em psicologia.

Ricardo Machado, mestre em história, autor do livro “Entre o Público e o Privado”.

Participação: Jamil Dias, produtor e gestor cultural  (Sesc Cultura)

04
mar
10

Do fundo do baú

Todos estes dias pensando no Catalisa, na organização, obras, artistas, no tema Arte e Cidade, nos fizeram revirar o baú das memórias, as pastas velhas no computador e álbuns de fotografia esquecidos.. .

Eis que achamos por aqui, alguns registros de internvenções/ações coletivas realizadas em Blumenau nos últimos anos, que vem bem a calhar com esta discussão Arte e Cidade.


11 de setembro de 2004. McBomba Feliz e Campanha do Zé Pirulito,  Grupo de Experimentações Nômades  O I É UÁ!!

.

2005 . Primeiro Salão Aberto, iniciativa coletiva, reunindo  artistas visuais, escritores, músicos em ocupação cultural da Praça Dr. Blumenau.


2005. Segundo Salão Aberto, devido ao mau tempo, a ocupação acabou se transformando num deslocamento pelas ruas de  Blumenau e uma viagem de ônibus transportando um caixão funerário, com performance poética no terminal de ônibus.

.

2007. Teatro Slide Outdoor – Projeções em construções e ruas de Blumenau, durante o FUTB. (credito imagem: Cláudio Peruzzo Jr.)

2008. Isto Não é um Cocô. Intevenção urbana realizada por coletivo, no Rio Itajaí.

2008. Transplanos. Intervenções/ Ocupa-ações urbanas e rurais, coletivo de artistas opióptico.

________________________________

Enfim, são só algumas fotos achadas ao acaso….alguém lembra de mais alguma? Tem alguma imagem, relato para dividir?? manda aí… contato@catalisa.art.br

03
mar
10

Mesa-Redonda nesta sexta, com Édio Raniere e outros convidados

Um dos convidados da nossa mesa-redonda de abertura é o pesquisador e escritor Édio Raniere.

Para ir entrando no clima do bate-papo que vai  acontecer na sexta feira,  Édio recomenda o vídeo “das rad”

______________________________________________________

MESA-REDONDA ARTE E CIDADE

SEXTA-FEIRA, 05 DE MARÇO

FURB – AUD. BLOCO T – CAMPUS I

(ver programação do evento)

Sobre outros Convidados:

Ricardo Machado e a constituição do espaços urbanos

Roseli H. Schmitt: Casa Falatório um espaço público válido

Charles Narloch, curador independente

02
mar
10

Programação: Agende-se…

O Catalisa tá chegando por aí, fique atento na programação e agende-se!!

05 de março – Sexta-feira

19h – no auditório do Bloco T – Campus I da Furb

Mesa-redonda de abertura – Tema: Arte e Cidade

Palestrantes:  Charles Narloch (curador e artista),  Édio Raniere (escritor e pesquisador), Ricardo Machado (historiador e pesquisador)  e Roseli Hoffmann Schmitt ( crítica de arte e professora). Abertura:  Jamil Dias (produtor e gestor cultural).

ATIVIDADE ABERTA AO PÚBLICO

————————————————————————————————-

06 de março – Sábado

8 h – 15h – no SESC Centro

Oficina- Curadoria: Desafios para a Contemporaneidade

Minstrante:  Charles Narloch (curador e artista).

VAGAS ESGOTADAS.

————————————————————————————————-

07 de março – Domingo

9 h – 12h – no SESC Centro

Oficina- Fotografia: Intervenção na Paisagem

Minstrante: Charles Steuck (fotógrafo e professor).

VAGAS ESGOTADAS.

————————————————————————————————-
14 h – 18h – no SESC Centro

Oficina- Intervenção: Estêncil e Desenho de Rua

Minstrante: Daiana Schvartz (artista visual e professora).

VAGAS ESGOTADAS.

————————————————————————————————-

08 de março – Segunda-feira

17h30 – no SESC Centro

Conversações: Troca de idéias com artistas do Coletivo Interlux, de Curitiba

André Mendes – Cláudio Celestino – Fernando Rosenbaum e Rimon Guimarães. www.interlux.worpress.com

ATIVIDADE ABERTA AO PÚBLICO


19h30 – no SESC Centro

Conversações: O Corpo, a arte e a cidade: Um diálogo muito mais intenso do que diz a mera civilidade, com Clio no Cio

Com Carla Fernanda da Silva, Oara de Jesus, Celso Kraemer e (Gilson Ricardo Medeiros Pereira – a confirmar), Augs, Daniboy, Beli, Fernanda, Ana Flávia e Philipe. www.clionocio.blogspot.com

ATIVIDADE ABERTA AO PÚBLICO

————————————————————————————————-

09 de março – Terça-feira

19h30 – no SESC Centro

Conversações: Off-Space / Ocupação Cultural

Apresentação de ocupações culturais na Europa, pelo fotógrafo e urbanista alemão, radicado no Brasil, Fabrício Schmidt.  Atividades de grupo.

ATIVIDADE ABERTA AO PÚBLICO

————————————————————————————————-

10 de março – Quarta-feira

20h – no SESC Centro

Abertura da Exposição com artistas convidados

Mostra com as obras, ações e intervenções. Coquetel e confraternização de encerramento.

Carlos Lobe, Fabiana Wielewicki (Florianópolis), Letícia Cardoso (Florianópolis), Coletivo Artivistas, Coletivo Interlux (Curitiba), Coletivo Opioptico.

ATIVIDADE ABERTA AO PÚBLICO

01
mar
10

Conversação: O Corpo, a arte e a cidade: Um diálogo muito mais intenso do que diz a mera civilidade.

release
re.lease
n 1 libertação, soltura, livramento. 2 liberação. 3 relaxamento, diminuição (de dor, sofrimento), alívio. 4 Jur desobrigação, isenção, cessão, quitação. 5 o respectivo documento. 6 liberdade de publicação. 7 obra literária cuja reprodução é permitida. 8 Phot obturador. 9 Mech desarme, disparo. 10lançamento (de disco ou vídeo). 11 informação oficial. 12exibição (de filme). • vt 1 soltar, libertar, livrar, liberar. 2desobrigar. 3 Jur ceder, renunciar a, quitar. 4 licenciar, lançar (publicação pela imprensa ou exibição cinematográfica). on(generalrelease em exibição (geral).

Fonte: http://michaelis.uol.com.br/moderno/ingles/index.php?lingua=ingles-portugues&palavra=release

Por entre as linhas do prédio

Por entre as linhas do corpo

Por entre as linhas no chão que marcam as vias que você anda.

Os números nas cadeiras que marcam a sua admiração da arte delineada.

Na Fila.

Na “Fila de filos de falos falantes“.

Nas contas.

Nas contas dos contos contados, cantados em encantos nos cantos da cidade.

Assim se dão os corpos na cidade. Assim se dão os corpos na arte da cidade [tatuagens] .  Assim, não sem mais nem menos. Assim, não sem lucros e dividendos [ na alma ]. Autômatos dançarinos, felizes bailarinos[na carne]. Retratos perfeitos do corpo sem defeito [no cerne do ser].

de efeito: malabares, males de bares, balas, balões e boemia e um céu chapado de cinza. E um chão chapado de cinza. E um cinza chapado sem chão nem céu.


Suas linhas eternas
Uma estátua Grega
Sem uma gota de perfume

As pessoas de bocas liadas deixam vazar pelos poros por onde dizem:

– “A sombra dos prédios conseguem me sufocar
O gás carbônico ainda vai me matar
Olho pra cima,
pros cantos,
pro lado,
pra onde vou não posso mais caminhar

Saio a esmo pela cidade, buscando alívio no som dos motores dos carros. Buzinas. Vozes e músicas que se confundem. Barulho, só barulho, nada de palavras claras, frases significantes. Insignificantes. Fuga. Meus passos firmes

pelas ruas são de fuga.

Do morro eu vejo a cidade
Da cidade eu não vejo… morro

O corpo exaurido queixa-se:

Não sinto mais minhas mãos,

Muito menos os meus pés.

Minhas costas cansadas se curvam para frente

E minha cabeça pesada despenca para baixo.


A retidão
A opinião
O conforto isolado os mantém fatigados, parados, inquestionantes ao final
de cada década
de cada rua
de cada poste
de cada post
de cada texto.

O Corpo, a arte e a cidade: Um diálogo muito mais intenso do que diz a mera civilidade.
Dia 08 de março, às 19h, no SESC Cultura em Blumenau, SC.

Com Carla Fernanda da Silva, Oara de Jesus, Celso Kraemer e (Gilson Ricardo Medeiros Pereira – a confirmar), Augs, Daniboy, Beli, Fernanda, Ana Flávia e Philipe.

>> www.clionocio.blogspot.com

01
mar
10

Mesa-redonda acontecerá na FURB

Informamos que devido a grande demanda, o local da
mesa-redonda foi transferido e acontecerá acontecer na
FURB,
Auditório do Bloco T
(Campus I, Rua Antônio da Veiga)
Sexta-feira , 05  – 19 horas.
Os demais eventos continuam acontecendo no SESC, Rua Amadeu da Luz, Centro.



Catalisa Arte e Cidade

JORNADA DE ARTE CONTEMPORÂNEA -- DE 05 A 10 DE MARÇO DE 2010 No SESC em Blumenau.

Realização